Os 17 melhores filmes medievais de todos os tempos


Aos amantes dos filmes medievais - aqueles com grandes batalhas, castelos sombrios, príncipes e princesas - fizemos uma lista com 17 clássicos do gênero para vocês verem e reverem sem parar. Além do entretenimento, garantimos boas horas de imersão no mundo ficcional e às vezes fantástico da "Idade das Trevas".

1. O Nome da Rosa

O Nome da Rosa

  • Ano: 1986
  • Direção: Jean-Jacques Annaud
  • Gênero: suspense

Baseado no famoso romance de Umberto Eco, O Nome da Rosa é a história de uma série de assassinatos ocorridos num mosteiro italiano na primeira metade do século XIV. O monge franciscano William de Baskerville (Sean Connery) é chamado para investigar. Gosta de thrillers sombrios? Então você vai adorar esse filme!

2. Highlander

Highlander

  • Ano: 1986
  • Direção: Russell Mulcahy
  • Gênero: ação e fantasia

Pode-se dizer que Highlander não é um filme só medieval, já que a história do guerreiro escocês imortal se passa em duas épocas bem distintas: o início do século XVI e os anos 80 do século XX. Para quem curte um bom filme de ação e boas atuações (Christopher Lambert e Sean Connery são as duas estrelas desse filme), esta é um ótima opção de entretenimento.

3. Excalibur

Excalibur

  • Ano: 1981
  • Direção: John Boorman
  • Gênero: aventura, fantasia

Talvez o melhor filme, dentre tantos que existem, sobre a fábula medieval do Rei Arthur e Os Cavaleiros da Távola Redonda seja Excalibur. A história provavelmente você já conhece: o rei da Inglaterra, antes de morrer, enterra a espada Excalibur numa pedra. Detalhe: a espada havia sido dada pelo Mago Merlin. O reino está dividido, e o novo rei só será conhecido por aquele que for capaz de desencravar a espada da pedra.

O filme teve duas indicações ao Oscar e ganhou um prêmio em Cannes.

4. Joana D'Arc

Joana DArc

  • Ano: 1999
  • Diretor: Luc Besson
  • Gênero: ação, drama biográfico

Este filme narra a incrível história de Joana D'Arc (1412-1431), a camponesa que recebia mensagens de santos e chegou a liderar tropas do exército francês durante a Guerra dos Cem Anos. Mas sua popularidade e apoio do rei Carlos VII acabaram se voltando contra ela. Joana tornou-se uma heroína até hoje venerada pelos franceses e foi canonizaada pela Igreja Católica em 1909.

5. Coração Valente

Coração Valente

  • Ano: 1995
  • Direção: Mel Gibson
  • Gênero: guerra, drama biográfico

Mel Gibson é William Wallace (1270-1305), um dos líderes do exército escocês durante a guerra de independência contra o reino da Inglaterra. Wallace torna-se famoso após a heroica vitória na Batalha da Ponte de Stirling.

Este filme foi a sensação no Oscar de 1996: das 10 indicações, venceu nada menos que 5, entre elas a de melhor filme. Mel Gibson faturou o prêmio de melhor diretor no Globo de Ouro do mesmo ano.

6. Ran

Ran

  • Ano: 1985
  • Direção: Akira Kurosawa
  • Gênero: drama de guerra

Baseado na peça Rei Lear, de William Shakespeare, Ran é um verdadeiro clássico do grande diretor japonês Akira Kurosawa. Ambientado no Japão feudal, trata-se do conflito entre 3 irmãos iniciado após a decisão do pai de, dando seguimento à tradição, dividir suas propriedades e nomear o primogênito como o próximo senhor.

Venceu o Oscar de melhor figurino em 1986 e foi indicado a melhor filme estrangeiro no Globo de Ouro do mesmo ano.

7. Lancelot, o Primeiro Cavaleiro

Lancelot

  • Ano: 1995
  • Direção: Jerry Zucker
  • Gênero: aventura romântica

Mais um filme sobre a lenda do Rei Arthur? Sim, mais um filme sobre a lenda do Rei Arthur. Mas vale a pena conferir, sobretudo pelas atuações de Sean Connery (Rei Arthur), Julia Ormond (Guinevere) e Richard Gere, este último interpretando Lancelot, que se apaixona pela Lady Guinevere e é correspondido, após salvá-la de um ataque. O problema é que ela irá se casar com o Rei Arthur, e Lancelot precisa lutar para defender Camelot, que está sendo atacada por Malagant, ex-cavaleiro da Távola Redonda.

8. Monty Python - Em Busca do Cálice Sagrado

Monty Python

  • Ano: 1975
  • Direção: Terry Gilliam e Terry Jones
  • Gênero: comédia

Mais um filme sobre o lendário Rei Arthur, mas desta vez o que está em jogo é a busca pelo cálice de Cristo: o Santo Graal. Para isso, Arthur precisa encontrar os melhores cavaleiros para acompanhá-lo na sua gloriosa tarefa. Em 2000, leitores da revista britânica especializada em cinema Total Film elegeram Em Busca do Cálice Sagrado como o 5º filme mais engraçado de todos os tempos.

9. Henrique V

Henrique V

  • Ano: 1989
  • Direção: Kenneth Branagh
  • Gênero: drama histórico

Trata-se de uma adaptação da peça homônima de William Shakespeare feita por Kenneth Branagh, um importante intérprete da obra do poeta inglês. Durante a Guerra dos Cem Anos (1337-1453), o Rei Henrique V avança com seus homens sobre a França para tentar conquistá-la. O filme teve três indicações ao Oscar, tendo vencido o de melhor figurino.

10. O Leão no Inverno

O Leão no Inverno

  • Ano: 1968
  • Direção: Anthony Harvey
  • Gênero: drama histórico

Este clássico do cinema traz a história da sucessão de Henrique II da Inglaterra no século XII e a disputa pelo poder por parte dos herdeiros do rei. Este filme fez muito sucesso no final dos anos 60, tendo recebido 7 indicações ao Oscar, incluindo melhor filme e melhor ator. Venceu nas categorias melhor atriz (Katharine Hepburn), melhor trilha e melhor roteiro adaptado. Foi a estreia do ator Anthony Hopkins nas telinhas.

11. Robin Hood

Robin Hood

  • Ano: 2010
  • Direção: Ridley Scott
  • Gênero: ação

Robin Hood é um bom filme sobre a lenda do herói-ladrão, que roubava dos ricos para dar aos pobres. Com Russell Crowe no papel principal, o filme explica as origens de Robin Hood, um arqueiro do exército britânico que teria servido ao Rei Ricardo I. Conta com boas cenas de ação e diálogos bem-humorados.

12. Coração de Cavaleiro

Coração de Cavaleiro

  • Ano: 2001
  • Direção: Brian Helgeland
  • Gênero: aventura

Para quem curte um filme de aventura no estilo Sessão da Tarde, essa é uma ótima pedida. Longe de ser um filmaço, Coração de Cavaleiro é um bom entretenimento com todos os ingredientes de um filme de ação medieval: duelos mortais, cavaleiros armados, espadas afiadas, armaduras etc. A história, baseada num dos contos clássicos de Canterbury Tales, de Geoffrey Chaucer (1342-1400), é a de um camponês cujo objetivo é se tornar um cavaleiro.

13. O 13º Guerreiro

O 13º Guerreiro

  • Ano: 1999
  • Direção: John McTiernan
  • Gênero: aventura

No século X, Antonio Banderas é Amade Ibne Fadalane, um cortesão árabe que, pelo fato de ter se apaixonado pela mulher errada, é enviado pelo califa (o governante muçulmano) ao norte "bárbaro" para ser embaixador de Tossuk Vlad. Em terras vikings, Amade é confrontado com desafios inesperados, aterrorizantes e sobrenaturais.

14. O Sétimo Selo

O Sétimo Selo

  • Ano: 1956
  • Direção: Ingmar Bergman
  • Gênero: drama

Este super clássico do cinema europeu pode ser classificado como um drama existencial. Um filme para quem gosta de filosofar e não se contenta com respostas fáceis para os maiores dilemas da humanidade. No século XIII, um cavaleiro retorna das Cruzadas e encontra seu país natal completamente devastado pela miséria e pela peste. Uma das cenas mais importantes do filme é a do encontro do protagonista com a Morte, que é desafiada para uma partida de xadrez, ao longo da qual alguns assuntos são tratados, entre os quais o sentido da existência.

15. O Homem Que Não Vendeu Sua Alma

O Homem que não vendeu sua alma

  • Ano: 1966
  • Direção: Fred Zinnemann
  • Gênero: drama biográfico

Se formos respeitar os livros de história à risca, O Homem Que Não Vendeu Sua Alma, por se passar no século XVI, já não poderia ser classificado como um filme medieval. Mas pelas suas intrigas e sua temática, é bem medieval. Trata-se da história de Sir Thomas More, o famoso autor de Utopia, que era chanceler de Henrique VIII. Acontece que o rei resolve se separar de sua atual esposa e casar-se com outra, visando à sucessão do trono. Para More, isso violaria as leis de Deus.

Esse filme foi muito premiado no ano de 1967. Foram ao todo 6 Oscars (incluindo o de melhor filme, melhor diretor e melhor ator) e 4 Globos de Ouro.

16. Arn - O Cavaleiro Templário

Arn, o Cavaleiro Templário

  • Ano: 2007
  • Direção: Peter Flinth
  • Gênero: ação

Sabe aquelas boas histórias de amor proibido? E, para apimentar ainda mais, imagine que essa história de amor se passa em plena Idade Média, com todas as restrições e proibições morais típicas de um contexto histórico extremamente religioso... Arn Magnusson, educado num mosteiro, apaixona-se por Cecília e a engravida, ignorando um dos princípios básicos da Ordem dos Templários: a castidade. A partir de então, o guerreiro e a mulher amada irão sofrer todas as consequências desse amor impossível.

17. El Cid

El Cid

  • Ano: 1961
  • Direção: Anthony Mann
  • Gênero: épico

Don Rodrigo Díaz de Bivar, mais conhecido como El Cid, foi um nobre guerreiro cristão que viveu no século XI e ficou famoso por seus feitos gloriosos (alguns deles dourados pela força do mito) nas batalhas travadas entre cristãos e mouros durante a Idade Média pelo controle político da Península Ibérica. O filme fez muito sucesso no início dos anos 60 e teve 4 indicações ao Globo de Ouro e 3 ao Oscar de 1962. Perfeito para quem curte os maiores clássicos do cinema mundial.