Os 50 ditados populares mais utilizados no Brasil


Ana Laura Cruz
Ana Laura Cruz
Mestre em Gestão e Estudos da Cultura

(1) Para bom entendedor, meia palavra basta. Com esta ideia, os ditados populares são frases curtas com a intenção de transmitir um conselho, ou uma advertência, e são passados de geração em geração.

(2) Como as aparências enganam, você pode até achar que são só uma besteira que as pessoas dizem, mas os ditados estão repletos que sabedoria popular e fazem parte do folclore de qualquer povo. Por eles, podemos (3) pôr a nossa mão no fogo.

Já que (4) uma andorinha só não faz verão, separamos por temáticas alguns dos ditados e provérbios populares mais utilizados no Brasil.

Ditados populares: motivação, perseverança e força de vontade

Para estimular a garra de quem está em busca de atingir objetivos. Seja no estudo ou no trabalho, esta lista é para quem está se esforçando:

(5) Para baixo todo Santo ajuda, para cima é que a coisa muda.

para baixo
Foto: Mikito Tateisi

(6) Água mole, pedra dura, tanto bate até que fura.

(7) Caiu na rede, é peixe.

(8) De grão em grão, a galinha enche o papo.

(9) Devagar se vai ao longe.

(10) O seguro morreu de velho.

(11) A pressa é a inimiga da perfeição.

(12) Quem tem boca vai a Roma.

Os ditados populares que te ajudam a manter o olho vivo

A gente nunca sabe o que os outros querem da gente, ou como vão reagir com as nossas ações. Por isso, estes dizeres são para ajudar a se manter atento.

(13) Pimenta nos olhos dos outros é refresco.

pimenta nos olhos

(14) Escreveu, não leu; o pau comeu.

(15) Cão que ladra não morde.

(16) Gato escaldado tem medo de água fria.

(17) Mentira tem perna curta.

(18) O barato sai caro.

(19) Quem com ferro fere, com ferro será ferido.

(20) Quem semeia vento, colhe tempestade.

Aceitação: os ditados populares para se conformar

Todo mundo busca por uma vida melhor, mas pelo meio do percurso há sempre momentos em que a coisa pode não avançar exatamente como se queria. Nessa hora, vale usar um dos seguintes ditados:

(21) A cavalo dado não se olha os dentes.

cavalo dado

(22) Quem não tem cão, caça com gato.

(23) Quem pode, pode; quem não pode, se sacode.

(24) Um dia é da caça, outro do caçador.

(25) Deus escreve certo por linhas tortas.

(26) Mais vale um pássaro na mão do que dois voando.

Atenção às (más) companhias: os ditados populares que te põe em alerta

Quando alguém anda se “perdendo na vida” por más influências, também existem provérbios muito utilizados para dar aquele toque:

(27) Antes só do que mal acompanhado.

antes só

(28) Cada macaco no seu galho.

(29) À noite todos os gatos são pardos.

(30) De médico e de louco todo mundo tem um pouco.

(31) Diz-me com quem andas e eu te direi quem és.

(32) O hábito faz o monge.

(33) Onde há fumaça há fogo.

(34) Quem mistura-se com porcos, farelo come.

Os ditados populares na ponta da língua da avó (ou avô)

Aqueles que a gente ouve mais em casa, no almoço de domingo… Coisas de família:

(35) Quem canta seus males espanta.

quem canta
Foto: Jason Rosewell

(36) É dando que se recebe.

(37) A voz do povo é a voz de Deus.

(38) Casa de ferreiro, espeto de pau.

(39) Filho de peixe, peixinho é.

(40) Quem ama o feio, bonito lhe parece.

(41) Quem casa quer casa.

(42) Saco vazio não para em pé.

(43) Quando um burro fala, o outro abaixa a orelha.

(44) Não adianta chorar pelo leite derramado.

Os ditados populares mais engraçados para te fazer rir

Como os ditados são tradições orais transmitidas para as novas gerações ao longo do tempo, acabam por sofrer modificações e são atualizados constantemente. Além disso, como o povo brasileiro é muito criativo, alguns provérbios foram mudando até se tornarem uma resposta engraçada ao original:

(45) Quem ri por último ri melhor. (Quem ri por último não entendeu a piada.)

quem ri por último
Foto: Lucas Lenzi

(46) O apressado come cru (e quente.)

(47) Os últimos serão os primeiros. (Os últimos serão… Os desclassificados.)

(48) Quem espera sempre alcança. (Quem espera… Fica de saco cheio.)

(49) Em terra de cego quem tem olho é rei. (Em terra de cego quem tem olho é caolho).

(50) Deus ajuda quem cedo madruga. (Quem cedo madruga fica com sono o dia inteiro.)

Ana Laura Cruz
Ana Laura Cruz
Mestre em Gestão e Estudos da Cultura, especializada em Comunicação Audiovisual desde 2009. Produz textos e eventos culturais. Viaja no mundo e na maionese, sempre que possível de carona.