Deuses gregos: conheça os mais poderosos


Amy Gois
Amy Gois

Os gregos tinham deuses para tudo! Desde os mais vagos, com várias responsabilidades, aos que tinham funções muito específicas, os deuses eram vistos como aqueles que controlavam o mundo dos mortais. Mas havia alguns deuses que eram mais importantes e poderosos que os outros. Esses eram os 12 deuses do Olimpo.

Por cima do monte Olimpo (um monte mítico no céu, por cima do verdadeiro monte Olimpo, na Grécia), esses 12 deuses reinavam sobre as áreas mais importantes do mundo, como a comida, o tempo, a fertilidade e a arte. Eles também dominavam sobre os outros deuses e eram os protagonistas de muitos mitos e poemas. Descubra em baixo quem foram os 12 deuses do Olimpo:

12. Dionísio

Dionísio

  • Nome romano: Baco
  • Deus do vinho, das uvas, da fertilidade e do teatro

Dionísio era o mais novo dos deuses do Olimpo e o único cuja mãe era humana. Seu pai, Zeus, seduziu uma princesa chamada Semele, que ficou grávida de Dionísio. Mas quando Zeus mostrou sua forma divina a Semele, ela morreu, porque era demais para uma mortal. Para salvar o bebê ainda não nascido, Zeus coseu Dionísio dentro de sua coxa, onde passou o resto da gestação!

De início, Dionísio era apenas um semi-deus (por ser metade humano). Ele se tornou o inventor do vinho e ensinou a arte de cultivar vinhas e produzir vinho aos homens. Essa invenção agradou tanto os deuses que ele foi transformado num deus imortal e se juntou à elite dos deuses do Olimpo. As festas gregas em honra a Dionísio eram conhecidas por serem loucas!

11. Hefesto

Hefesto

  • Nome romano: Vulcano
  • Deus da metalurgia, do fogo e da escultura

Hefesto não era o mais sortudo dos deuses. Ele era o único feio e, segundo algumas lendas, era também aleijado. Mas ele tinha muito talento para a metalurgia e construía armas fantásticas para deuses e heróis. Sua oficina ficava por baixo de um vulcão e seu trabalho no fogo causava erupções.

Zeus mandou Hefesto casar com Afrodite. Se você acha que casar com a deusa do amor super sensual é como ganhar na loteria, pense de novo! Afrodite traía Hefesto o tempo todo, com deuses e homens que não resistiam à sua sedução. Isso deixava Hefesto muito ciumento, especialmente de Ares, o deus da guerra, que era um dos amantes.

10. Hermes

Hermes

  • Nome romano: Mercúrio
  • Deus das mensagens, das viagens, do comércio e dos ladrões

Conhecido como o mensageiro dos deuses, Hermes também tinha fama de astuto e pregava peças aos outros deuses. Logo no dia em que nasceu, Hermes roubou gado de seu irmão Apolo. Mas, antes que Apolo o castigasse, Hermes lhe deu um instrumento que tinha acabado de inventar: a lira. Assim, ficou conhecido como o deus dos ladrões.

Hermes normalmente era representado com sapatos com asas, um bastão e um chapéu de viajante. Além de ajudar em viagens terrenas, ele também conduzia os mortos para o Hades, o mundo dos mortos. Hermes ajudou alguns heróis famosos em suas aventuras, como Perseu e Odisseu.

9. Apolo

Apolo

  • Nome romano: Apolo
  • Deus da música, da medicina, da luz, da poesia e da profecia

Gémeo de Ártemis, Apolo tinha muitas funções diferentes na mitologia grega. Ele era um músico brilhante e entretinha os deuses com suas poesias. Ele liderava as Musas, que inspiravam poetas e cantores. Em algumas tradições, ele também era associado ao sol e à luz.

Além da música, Apolo era o deus da profecia. Havia um oráculo na cidade grega de Delfi que supostamente recebia profecias de Apolo. Muitas pessoas históricas, como Alexandre, o Grande, visitaram esse oráculo para receber direção. Os romanos veneravam Apolo também como o deus da cura, por causa de seu filho Esculápio, o deus da medicina.

Veja também: as maiores religiões do mundo.

8. Ártemis

Ártemis

  • Nome romano: Diana
  • Deusa da caça, da floresta e da virgindade

Gémea de Apolo, Ártemis era muito boa com arco e flecha. Ela passava grande parte do tempo na floresta, caçando e cuidando da natureza. Normalmente era uma deusa simpática, exceto se alguém sugerisse que era um melhor caçador que ela… Isso era morte certa!

Ártemis se manteve sempre virgem e nunca deixou nenhum homem se aproveitar dela. Ela era venerada por ser protetora das mulheres jovens e por ajudar no trabalho de parto. Seu templo na cidade grega de Éfeso era uma das Sete Maravilhas do Mundo.

7. Afrodite

Afrodite

  • Nome romano: Vénus
  • Deusa do amor, da beleza e da fertilidade

Essa aqui era a definição de beleza fatal! Os deuses estavam todos tão apaixonados por ela que quase começaram uma guerra. Por isso, Zeus ordenou que ela casasse com Hefesto, o mais feio dos deuses, para não provocar inveja nos outros. Mas Afrodite estava mais interessada nos seus amantes que no seu marido…

O filho mais conhecido de Afrodite foi Eros, conhecido entre os romanos como Cupido. Juntos, mãe e filho brincavam de casamenteiros e causaram muitas dores de coração a deuses e homens! Afrodite foi a responsável pela Guerra de Tróia, porque fez Helena, esposa de um rei grego, se apaixonar por Paris, um príncipe troiano.

6. Deméter

Demeter

  • Nome romano: Ceres
  • Deusa da agricultura, da fertilidade e da colheita

Para uma boa colheita, os gregos da antiguidade recorriam a Deméter. Ela era a responsável pela fertilidade dos campos e pela mudança das estações. Seus pais foram Cronos e Reia, dois titãs que também deram origem a Zeus, Poseidon, Hades, Héstia e Hera.

Deméter teve uma filha chamada Perséfone, que foi raptada por Hades e levada para o mundo dos mortos para ser sua esposa. Deméter ficou tão triste que a terra toda deixou de produzir comida! Por fim, ela encontrou Perséfone, mas Hades obrigou-a a ficar metade de cada ano com ele. Assim, quando Perséfone estava no submundo, longe de Deméter, era inverno, e quando voltava era verão.

5. Atena

Atena

  • Nome romano: Minerva
  • Deusa da sabedoria e da guerra

Padroeira da cidade de Atenas, Atena era muito popular entre os gregos. Ela era conhecida por dotar os homens de sabedoria e conhecimento em várias áreas da ciência e das artes, além de ser a deusa da estratégia militar. Ela também tinha o hábito de ajudar heróis em suas demandas.

Atena era filha de Zeus. Ela não teve mãe e nasceu já crescida e vestida de armadura, saída da cabeça de Zeus! Quando a cidade de Atenas procurava por um padroeiro, ela competiu com Poseidon por essa honra e presenteou a cidade com a primeira oliveira mansa. Os atenienses gostaram muito da prenda e escolheram Atena como padroeira, em vez de Poseidon.

4. Ares

Ares

  • Nome romano: Marte
  • Deus da guerra

Violência, morte e destruição. Essas eram as especialidades de Ares. Filho de Zeus e Hera, ele era o lado mais sangrento da guerra e herdou todo o mau temperamento dos pais. Impetuoso, manteve uma relação amorosa com Afrodite, deusa do amor (o que irritava muito Hefesto, o marido dela), e teve um filho com ela.

Marte, sua versão romana, era considerado o pai de Rómulo e Remo, os fundadores de Roma. Por isso, era muito venerado entre os soldados romanos. Antes das batalhas pediam a proteção e ajuda de Marte. Será que foi por isso que os romanos tiveram tantas vitórias militares?

3. Poseidon

Poseidon

  • Nome romano: Neptuno
  • Deus do mar, das tempestades, dos terremotos e dos cavalos

Poseidon foi um dos três grandes deuses que lideraram a vitória contra o titã Cronos. Depois da vitória, ele e seus irmãos Hades e Zeus disputaram para ver quem dominaria que parte do mundo. Poseidon recebeu o mar como seu domínio. Por isso, era venerado por marinheiros e todos que se aventuravam no mar.

Tal como o mar, Poseidon podia ser violento e temperamental. Quando batia seu tridente contra o chão, provocava terremotos e acessos de raiva produziam tempestades. Ele seduziu muitas mulheres e criaturas mitológicas e teve vários filhos estranhos, como Tritão, que era meio homem e meio peixe, e Pégaso, o cavalo com asas.

2. Hera

Hera

  • Nome romano: Juno
  • Deusa do casamento, das mulheres e do nascimento

Rainha do Olimpo, Hera era temida até pelo seu marido, Zeus! Ela era a deusa do matrimônio e abençoava casamentos. Mas ai do homem que traísse sua esposa! Hera sabia por experiência própria a dor de ser traída e não perdoava infidelidade. Sua vingança era extrema.

Hera largava toda sua fúria sobre as amantes (ou vítimas) de Zeus e seus filhos ilegítimos. Ela tinha um ódio especial por Héracles (ou Hércules, entre os romanos), filho de Zeus com uma mulher chamada Alcmena. Ela o fez perder o juízo e matar seus próprios filhos, depois obrigou-o a realizar várias tarefas (quase) impossíveis para se redimir.

Menção honrosa: Hades

Hades

  • Nome romano: Plutão
  • Deus dos mortos, do submundo e da riqueza

Hades era o rei do domínio dos mortos, a parte menos popular do mundo. Ele não era o juiz nem o carrasco, mas também não deixava ninguém ir embora. Quem chegava lá, ficava lá. Por ser o deus dos mortos, Hades não era muito popular no Olimpo. Em algumas tradições, ele era considerado um dos 12 do Olimpo, no lugar de Hefesto, mas geralmente era separado dos outros.

Hades era irmão de Zeus e também era conhecido como o deus da riqueza, porque metais preciosos vêm de baixo da terra. Seu reino era guardado por Cérbero, o terrível cão de três cabeças que não deixava os vivos entrarem, e por cinco rios impossíveis de atravessar sem sofrer consequências terríveis.

Menção honrosa: Héstia

Héstia

  • Nome romano: Vesta
  • Deusa da lareira, do lar, da vida em família e do Estado

Seria muito fácil esquecer de Héstia, porque não há muitas histórias sobre ela. Mas ela era venerada todas as casas e em todos os templos gregos. A lareira era seu santuário e em todas as refeições se oferecia um pouco da comida e bebida a ela.

Irmã de Zeus, Héstia se preocupava mais com assuntos da casa e da família do que com grandes disputas e aventuras. Segundo algumas tradições, ela fazia parte dos 12 do Olimpo, mas ficou chateada com as brigas constantes dos deuses e deu seu lugar a Dionísio. Ela permaneceu sempre solteira e era cultuada por mulheres virgens.

1. Zeus

Zeus

  • Nome romano: Júpiter
  • Deus do céu, do raio e do trovão e do governo

Rei dos deuses, Zeus era o líder que impunha a ordem e as leis sobre o mundo. Ele conquistou o trono quando matou seu pai, o titã Cronos. Zeus fazia justiça e servia como mediador entre os deuses quando se zangavam. A liderança e o direito de reinar vinham de Zeus.

Mas Zeus também tinha muitos defeitos. Ele era um mulherengo terrível, constantemente traindo sua esposa, Hera. Também era violento e imprevisível, causando tragédias quando estava zangado. E se alguém o irritasse, arriscava-se a levar um raio!

Gostou? Então veja: as maiores religiões que desapareceram da História.

Amy Gois
Amy Gois
Licenciada em Comunicação Social pelo Instituto Politécnico de Coimbra, em Portugal (2014) e nerd de carteira. Escreve conteúdos para a internet desde 2015.