12 das pedras preciosas mais raras (e caras) do mundo


Desde os tempos mais remotos, as pedras preciosas têm nos fascinado. Garimpeiros arriscam suas vidas para as trazer à luz do dia, lapidários e levam horas a dar-lhes forma e compradores gastam milhões para as adquirir! Pedras preciosas como o diamante, o rubi e a esmeralda são muito conhecidas mas existem várias pedras que são muito mais valiosas e raras...

1. Alexandrita

alexandrita

Imagem: GNU Free Documentation License

A alexandrita recebeu seu nome do czar Alexandre II, porque foi encontrada pela primeira vez na Rússia. Essa pedra preciosa tem uma caraterística muito estranha: debaixo da luz do sol tem cor esverdeada mas debaixo de luz elétrica tem cor avermelhada! Mas sua cor não muda se você mudar o ângulo da luz.

2. Tanzanita

tanzanita

Imagem de: Didier Descouens

Como o nome indica, a tanzanita somente pode ser encontrada perto do monte Quilimanjaro, na Tanzânia. Como não pode ser encontrada em nenhuma outra região do mundo, é uma pedra muito rara, com um preço de mercado extremamente alto. A tanzanita tem um tom azul muito bonito mas também pode mudar de cor, de acordo com a luz a que está exposta.

3. Benitoíte

benitoíte

Imagem de: Rob Lavinsky, iRocks.com – CC-BY-SA-3.0

A benitoíte é um dos símbolos do estado de Califórnia, nos Estados Unidos da América. Até agora, ela somente foi encontrada em uma mina da Califórnia e em quantidades ínfimas no Japão. O grande distintivo da benitoíte é sua cor azul que, debaixo de luz ultravioleta, se torna fluorescente.

4. Opala negra

opala negra

Imagem de: Daniel Mekis

A opala é uma pedra bastante comum, que pode ser encontrada em vários lugares do mundo. Algumas fábricas até criam opalas sintéticas. Mas a opala normalmente é branca ou amarelada, refletindo várias cores. A opala negra é incrivelmente rara, por causa da combinação de cristais que lhe dão a cor. Ela somente pode ser encontrada em uma região da Austrália.

5. Larimar

larimar

Essa pedra da cor do mar somente pode ser encontrada no Caribe, na República Dominicana. Larimar foi encontrada pela primeira vez na praia. Para criar o nome, o homem que descobriu a pedra juntou o nome da filha, Larissa, à palavra “mar” e inventou Larimar.

6. Berilo vermelho

berilo vermelho

Imagem de: Rob Lavinsky, iRocks.com – CC-BY-SA-3.0

O berilo pode ser transparente ou ter várias cores diferentes. O tipo de berilo mais conhecido é o berilo verde, chamado de esmeralda. Por isso, o berilo vermelho também é conhecido como esmeralda vermelha. O berilo vermelho é extremamente raro e normalmente vem em tamanho muito pequeno.

7. Painita

painita

Imagem de: Rob Lavinsky, iRocks.com – CC-BY-SA-3.0

Até muito recentemente, a painita era sem dúvida a pedra preciosa mais rara do mundo. Nos últimos anos, algumas minas de painita têm sido encontradas mas, mesmo assim, é uma pedra muito rara. A painita somente pode ser encontrada em Myanmar.

8. Musgravite

musgravite

Imagem de: DonGuennie

Quem procura por musgravite tem de ir para o sul da Austrália, onde apenas foram encontrados alguns exemplos dessa pedra. Além de ser muito rara (e cara), outra curiosidade sobre a musgravite é que ela é prima da taaffeite.

9. Taaffeíte

taaffeite

Imagem de: Rob Lavinsky, iRocks.com – CC-BY-SA-3.0

A taaffeíte tem uma história curiosa. Richard Taaffe, o homem que identificou e deu o nome à pedra, encontrou sua primeira espécie já lapidada. O ourives tinha feito uma identificação errada, assumindo que era uma outra pedra de menos valor. Ao examinar a pedra, Taaffe descobriu que era de uma espécie que ainda não era conhecida. Somente mais tarde foram encontradas minas de taaffeíte no Sri Lanka, na Tnazânia e na China.

10. Jeremejevite

jeremejevite

Imagem de: Rob Lavinsky, iRocks.com – CC-BY-SA-3.0

Para encontrar jeremejevite, é preciso ir para dois dos climas mais extremos do mundo: a desértica Namíbia ou a gélida Sibéria. A jeremejevite é boa para criar joalharia, mas poucos conseguem pagar o preço de uma joia tão cara!

11. Grandidierite

grandidierite

Imagem de: Rob Lavinsky, iRocks.com – CC-BY-SA-3.0

Encontrada na ilha de Madagáscar, a grandidierite é extremamente rara. Essa pedra azul-esverdeada somente foi achada em poucas quantias e tamanhos pequenos. O tipo mais raro de grandidierite é completamente transparente, com apenas um ou dois exemplares.

12. Diamante vermelho

O diamante é muito mais comum do que se pensa e pode ter várias cores. Enquanto o diamante transparente é o tipo mais comum, o diamante vermelho é o mais raro. Existem pouquíssimos diamantes vermelhos e a maioria são muito pequenos. Por causa de sua raridade e da popularidade do diamante, essas pedras são vendidas a preços incrivelmente altos.