Haja saúde! Conheça a pessoa mais velha do mundo e outros anciões ilustres


Em dezembro de 2019, a japonesa Kane Tanaka, de 116 anos, é considerada a pessoa viva mais velha do mundo. Nascida no dia 2 de janeiro de 1903, hoje ela vive em um lar para idosos na cidade de Fukuoka, capital da ilha japonesa de Kyushu.

Quem acompanha o dia a dia dessa supercentenária diz que ela acorda cedo, pratica caligrafia e gosta de fazer exercícios de matemática. Além disso, adora jogar Reversi, um joguinho de tabuleiro de estratégia para duas pessoas. Dizem que ela costuma levar a melhor em cima dos seus colegas de moradia. Que disposição, hein?

Kane Tanaka
Kane Tanaka recebendo premiação do Guinness em 2019. Crédito da Imagem: Guinness World Records.

O Japão é o país com o maior número de centenários. Por isso, lá não chega a ser surpreendente uma pessoa chegar ou mesmo passar dos 100. Hoje a expectativa de vida no Japão é de 84 anos - a mais alta de todo o mundo.

Segundo a jornalista Junko Takahashi, autora do livro O Método Japonês Para Viver 100 anos, os principais segredos da longevidade japonesa são: alimentação saudável (e pouco calórica), manter vínculos de afeto e ocupar a cabeça com algum tipo de atividade. Não à toa, a idosa mais famosa do mundo é mestre em Reversi.

Antes de Tanaka, a pessoa mais velha do mundo era Chiyo Miyako, falecida em 22 de julho de 2018 aos 117 anos e 81 dias. Claro que Chiyo também era japonesa.

Polêmica: alagoana garante que é a pessoa mais velha do mundo!

Josefa Maria da Conceição, moradora da cidade de Pilar, na grande Maceió, garante que é mais velha que Kane Tanaka. Segundo a certidão de nascimento da super velhinha brasileira, ela nasceu no dia 7 de fevereiro de 1902, um ano antes da atual dona do certificado concedido pelo Guinness.

Assim, Dona Josefa teria 117 anos, o que a tornaria não só a pessoa mais velha do Brasil, mas do mundo todo!

De olho na visibilidade, até o prefeito da cidade de Pilar já entrou na jogada. Foi ele o responsável por acionar a equipe do Guinness, que deverá fazer uma visita à idosa brasileira e analisar a veracidade das informações. Se tudo der certo, em breve a pessoa mais velha do mundo será uma ex-agricultora, mãe de 22 filhos e - acredite se quiser - fumante! Dá-lhe, Dona Josefa!

O homem mais velho do mundo

Adivinha qual a nacionalidade do homem vivo mais velho do mundo.

Quem disse que ele é japonês acertou. Segundo o Grupo de Pesquisas em Gerontologia, que mensalmente atualiza uma lista com as pessoas mais velhas do mundo, o maior ancião do planeta chama-se Chitetsu Watanabe, nascido em 3 de maio de 1907. Com 112 anos, ele ocupou o posto que pertencia ao seu conterrâneo Masazo Nonaka, que faleceu aos 113 anos em janeiro de 2019.

Watanabe vive em Joetsu, província de Niigata, e antes de se aposentar trabalhava numa empresa de cana de açúcar.

Vida longa, Sr. Watanabe!

As pessoas mais velhas de todos os tempos

É impossível ter certeza absoluta de quais foram os seres humanos que viveram mais tempo em toda a história. Dito isso, vejamos quem são as duas pessoas (uma mulher e um homem) que comprovadamente mais viveram mais tempo:

A pessoa que mais viveu na história era uma francesa de 122 anos!

Jeanne Louise Calment nasceu em 21 de fevereiro de 1875 e faleceu no dia 4 de agosto de 1997. Viveu, portanto, 122 anos e 164 dias, o que faz dela a maior supercentenária de que se tem notícia! Ela viveu ao todo 44.724 dias, sempre em Arles, cidade localizada no extremo sul da França.

Calment ficou famosa no mundo todo após entrar para o Livro dos Recordes em 1988. Aos 114, tornou-se a pessoa mais velha a atuar num filme: ela interpretou ela mesma em Vincent et moi, de Michael Rubbo.

Em entrevistas, diz ter conhecido Van Gogh quando o artista esteve em Arles, no final do século XIX. Na ocasião, ela era uma menina de 13 anos e teve uma péssima impressão do pintor, descrito como "grosseiro" e "mal-vestido".

O homem mais velho de todos os tempos

Segundo o Guinness, o recordista de idade do sexo masculino é o japonês (pra variar!) Jiroemon Kimura, que viveu 116 anos e 54 dias. Ele nasceu em 19 de abril de 1897 e faleceu em 12 de junho de 2013.

Kimura começou a trabalhar como carteiro em 1914, ano em que foi deflagrada a I Guerra Mundial!

Ele trabalhou nos Correios até os 65 anos, quando passou a se dedicar apenas à agricultura, atividade da qual se aposentou apenas aos 90. Que fôlego, hein?

O segredo para tanta saúde, dizia Kimura, era uma alimentação leve, baseada em arroz e abóbora. Ele também dizia que costumava comer pouco, não fumava e bebia moderadamente.

Tem mais uma coisa que chama a atenção na trajetória de Kimura: ele viveu em 3 séculos diferentes! Nasceu no XIX, viveu o XX de cabo a rabo e só faleceu no XXI. Impressionante!

No vídeo abaixo, podemos ver Kimura em 2012 recebendo o certificado da equipe do Guinness:

Leia também: Os 15 homens (e as 15 mulheres) mais ricos do mundo em 2018