As 8 obras mais revolucionárias de Pablo Picasso


Entre pinturas, esculturas, desenhos e até colagens, Pablo Picasso foi um dos artistas que mais obras produziu. Além de ser um criador incansável, explorando vários estilos, Picasso revolucionou a arte com suas obras cubistas. O mundo da arte ficou dividido em antes e depois de Picasso!

8. Retrato de Gertrude Stein (1906)

Retrato de Gertrude Stein

Esse retrato pode não parecer muito revolucionário, mas marca o início de uma virada na vida de Picasso. Com esse quadro, ele começou a explorar as figuras geométricas mais simples que compõem a cara. Foi o primeiro passo para o cubismo…

7. Natureza Morta com Cana de Cadeira (1912)

Natureza Morta com Cana de Cadeira

Quem foi que inventou a colagem? Picasso! Para criar esse quadro, Picasso usou tinta, corda e tecido que parecia parte de uma cadeira. E foi assim que surgiu o Cubismo Sintético, que mistura vários materiais na arte para dar novas dimensões e texturas às obras.

6. Le Charnier (1944)

Le Charnier

Em algumas ocasiões, Picasso usou sua arte como arma política. Ele começou a pintar Le Charnier no fim da 2ª Guerra Mundial, quando o mundo estava descobrindo a dimensão do Holocausto nazi, mas nunca completou o quadro. A obra retrata uma família assassinada sem piedade, para mostrar a violência do que tinha acontecido.

5. Maquete para Guitarra (1912)

Maquete para Guitarra

Para quê ficar pela pintura? Picasso também revolucionou a escultura! Usando cartão, papel e fios de metal, o artista criou uma versão cubista de uma guitarra, trazendo o Cubismo para a 3ª dimensão.

4. Três Músicos (1921)

Três Músicos

Na verdade, há dois quadros pintados por Picasso com esse mesmo nome, criados no mesmo ano. Usando a colagem e se inspirando em pedaços de papel cortado para suas figuras, Picasso criou um retrato realmente original.

3. Retrato de Ambroise Vollard (1910)

Retrato de Ambroise Vollard

Picasso experimentou com vários estilos, até dentro do cubismo. O Retrato de Ambroise Vollard foi uma de suas primeiras obras de Cubismo Sintético, que é muito mais abstrato. Nessa pintura, ainda dá para entender a imagem do homem retratado, mas é muito indefinido.

2. Guernica (1937)

Guernica

Guernica chocou o mundo! O quadro representa o ataque de aviões nazis contra uma cidade espanhola chamada Guernica, chamando a atenção do mundo para os perigos do fascismo. Além de ser um grande manifesto político, esse quadro foi também uma das maiores obras de Picasso, em termos de tamanho.

1. Les Demoiselles d’Avignon (1907)

Les Demoiselles d’Avignon

Sem dúvida, essa foi a obra mais revolucionária de Picasso. Retratando 5 prostitutas com formas geométricas, essa foi a primeira obra cubista de Picasso e causou muita controvérsia. Inspirado em máscaras africanas e pinturas rupestres, Les Demoiselles d’Avignon marcou uma enorme ruptura com o estilo clássico de pintura.