Conheça as 16 mulheres mais ricas do mundo (2021)


Elas são donas de fortuna bilionárias! Algumas são herdeiras, outras chegaram lá por conta própria. Conheça as 16 mulheres mais ricas do mundo, saiba qual é a sua fortuna atual e qual é a origem de tanto dinheiro.

1. Françoise Bettencourt Meyers

Fortuna (junho de 2021): US$ 92,2 bilhões (R$ 472,9 bilhões)
Origem da fortuna: L’Oréal
País: França

A mulher mais rica do mundo é neta de Eugène Schueller, fundador da gigante dos cosméticos L’Oréal. No ranking geral de 2021, Françoise ocupa a 12ª posição, pouco atrás do dono da Zara, Amancio Ortega. Françoise entrou para a lista após o falecimento de sua mãe, em 2017. Hoje ela é membro do conselho da L’Oréal e possui cerca de 33% das ações da empresa.

Françoise Bettencourt
Crédito da imagem: Fondation Bettencourt Schueller.

2. Alice Walton

Fortuna (junho de 2021): US$ 66,1 bilhões (R$ 339 bilhões)
Origem da fortuna: Walmart
País: Estados Unidos

A 2ª mulher mais rica do mundo é uma das herdeiras de Sam Walton, fundador da multinacional do varejo Walmart. Ao contrário de seus irmãos, Alice não vive o dia a dia da empresa. Seu maior interesse, hoje em dia, é a arte. Alice é fundadora do Crystal Bridges Museum of American Art, espaço dedicado à preservação e exposição de obras de arte americanas.

Alice Walton
Alice ao lado de seu irmão, Jim Walton.

3. MacKenzie Scott

Fortuna (junho de 2021): US$ 59 bilhões (R$ 302,6 bilhões)
Origem da fortuna: Amazon
País: Estados Unidos

MacKenzie Scott é ex-esposa de Jeff Bezos, fundador da gigante da Amazon. O divórcio de Jeff e MacKenzie, ocorrido em 2019, ganhou as primeiras páginas dos jornais como “o mais caro da história”! Mackenzie saiu do casamento com 4% das ações da gigante do comércio eletrônico, o equivalente a 36 bilhões de dólares. De lá para cá, a fortuna de MacKenzie quase dobrou.

4. Julia Koch

Fortuna (junho de 2021): US$ 47,3 bilhões (R$ 242,6 bilhões)
Origem da fortuna: Indústrias Koch
País: Estados Unidos

Com o falecimento de David Koch, em 2019, sua esposa, Julia, herdou boa parte da companhia da qual seu marido era coproprietário. As Indústrias Koch atuam em diversos setores, produzindo desde combustíveis a fertilizantes. Antes de conhecer David Koch, Julia trabalhou como estilista.

5. Miriam Adelson

Fortuna (junho de 2021): US$ 35 bilhões (R$ 179,5 bilhões)
Origem da fortuna: Las Vegas Sands
País: Estados Unidos

Miriam Adelson é viúva de Sheldon Adelson, magnata da indústria do jogo falecido em janeiro de 2021. Sheldon era CEO e presidente da Las Vegas Sands, gigante do ramo dos cassinos e proprietária de resorts integrados nos EUA, em Macau e Singapura. Após a morte de Sheldon, Miriam herdou toda a fortuna do marido e é a mais nova integrante do ranking das bilionárias.

6. Yang Huiyan

Fortuna (junho de 2021): US$ 34,3 bilhões (R$ 175,9 bilhões)
Origem da fortuna: CountryGarden e Bright Scholar Education Holdings
País: China

Yang Huiyan está entre as 10 pessoas mais ricas da China - entre as mulheres, ocupa a 1ª colocação. Seu dinheiro vem da gigante do setor imobiliário Country Garden. A participação de 57% na empresa é fruto de uma transferência feita em 2007 por seu pai, Yang Guoqiang. Além de ser acionista majoritária na Country Garden, Yang também comanda a empresa de educação Bright Scholar Education Holdings.

7. Jacqueline Mars

Fortuna (junho de 2021): US$ 31,9 bilhões (R$ 163,6 bilhões)
Origem da fortuna: Mars
País: Estados Unidos

Jacqueline Mars é a herdeira da Mars, empresa centenária do ramo alimentício e maior produtora de doces do mundo. A Mars é dona de marcas como M&M, Uncle Ben’s e Snickers. Além de produzir alimentos para seres humanos, a Mars também produz comida para animais: Pedigree, Royal Canin e Whiskas estão entre seus principais produtos. Jacqueline é detentora de ⅓ da empresa.

8. Susanne Klatten

Fortuna (junho de 2021): US$ 31,4 bilhões (R$ 161 bilhões)
Origem da fortuna: BMW e Altana AG
País: Alemanha

Susanne Klatten é filha de Herbert Quandt, famoso industrial alemão, responsável por transformar a BMW numa das principais fabricantes de automóveis e motos do mundo. Susanne Klatten detém 19,1% das ações da BMW. Além disso, ela é dona da empresa de produtos químicos Altana AG.

9. Gina Rinehart

Fortuna (junho de 2021): US$ 23,9 bilhões (R$ 122,6 bilhões)
Origem da fortuna: Hancock Prospecting e criação de gado
País: Austrália

Gina Rinehart é a pessoa mais rica da Austrália. A sua fortuna bilionária vem, principalmente, da Hancock Prospecting, uma das maiores companhias de mineração do mundo. Quando assumiu o comando da Hancock, os negócios iam mal. Sob a administração de Gina, a companhia cresceu, tornando-se a maior empresa privada da Austrália.

10. Iris Fontbona

Fortuna (junho de 2021): US$ 21,9 bilhões (R$ 112,3 bilhões)
Origem da fortuna: Antofagasta PLC
País: Chile

Iris Fontbona é viúva do bilionário chileno Andrónico Luksic Abaroa. Andrónico era dono de uma das maiores mineradoras de cobre do mundo, a Antofagasta PLC. Quando faleceu, em 2005, deixou sua fortuna para sua esposa e para seus filhos. Hoje, Iris é sócia majoritária da companhia, o que faz dela a pessoa mais rica da América do Sul.

11. Abigail Johnson

Fortuna (junho de 2021): US$ 21,8 bilhões (R$ 111,8 bilhões)
Origem da fortuna: Fidelity Investments
País: Estados Unidos

Abigail Johnson é presidente e diretora executiva da Fidelity Investments, empresa de gestão de investimentos sediada em Boston, nos Estados Unidos. A empresa foi fundada em 1946 pelo avô de Abigail. Hoje, a Fidelity é uma das maiores gestoras de investimentos do mundo e possui cerca de 26 milhões de clientes. Abigail, que é formada em administração em Harvard, assumiu a direção executiva da empresa em 2014.

12. Laurene Powell Jobs

Fortuna (junho de 2021): US$ 19,2 bilhões (R$ 98,5 bilhões)
Origem da fortuna: Apple, Disney
País: Estados Unidos

Laurene Powell Jobs é a viúva do cofundador e ex-CEO da Apple, Steve Jobs. Com o falecimento do marido, em 2011, Laurene ficou não apenas com a fortuna da Apple, mas também com a participação de seu marido na Disney. Steve era o maior acionista individual da Disney, com 7% das ações. Hoje Laurene tem “apenas” 4% das ações da companhia. Ela também se dedica à Emerson Collective, uma organização social que atua no combate à desigualdade através de investimentos em áreas como a educação.

13. Charlene de Carvalho-Heineken

Fortuna (junho de 2021): US$ 18,9 bilhões (R$ 96,9 bilhões)
Origem da fortuna: Heineken
País: Holanda

A mulher mais rica da Holanda possui 23% das ações da segunda maior cervejaria do mundo, a Heineken. Charlene é a herdeira da fabricante de cerveja, que foi fundada por seu bisavô. Foi o pai de Charlene, Freddy Heineken, o responsável por expandir a marca para fora das fronteiras holandesas. Com a morte do pai, em 2002, Charlene herdou a fortuna bilionária e hoje é diretora executiva da empresa.

14. Zhong Huijuan

Fortuna (junho de 2021): US$ 17,9 bilhões (R$ 91,8 bilhões)
Origem da fortuna: Hansoh Pharmaceutical
País: China

Zhong Huijuan é uma executiva do ramo farmacêutico. É um dos poucos casos de pessoas bilionárias que vieram de baixo. Sim, até alguns anos atrás Zhong era professora de química. Em 1995, fundou a Hansoh Pharmaceutical, que investe em pesquisa e fabricação de medicamentos. Hoje a empresa é líder do setor farmacêutico na China.

15. Wu Yajun

Fortuna (junho de 2021): US$ 17,4 bilhões (R$ 89,2 bilhões)
Origem da fortuna: Longfor Properties
País: China

Wu Yajun é mais uma chinesa que veio de baixo. Nos anos 80, ela trabalhou numa fábrica estatal chinesa, onde ganhava 16 dólares por hora. Hoje, acumula uma fortuna que se aproxima dos 20 bilhões de dólares! O império começou a ser construído em 1993, quando decidiu abrir uma empresa imobiliária. Atualmente, a Longfor conta com mais de 35 mil funcionários e aparece na lista da Forbes entre as 200 maiores empresas de capital aberto do mundo.

16. Kwong Siu-hing

Fortuna (junho de 2021): US$ 15 bilhões (R$ 76,9 bilhões)
Origem da fortuna: Sun Hung Kai Properties
País: China

Kwong Siu-hing é a viúva de Kwok Tak-seng, fundador da empresa imobiliária Sun Hung Kai Properties. Trata-se da maior empresa do ramo imobiliário de Hong Kong, responsável por empreendimentos residenciais e comerciais, com destaque para torres de escritórios, shoppings e hotéis. Foi eleita pela publicação FinanceAsia a melhor empresa asiática de 2021 no ramo do mercado imobiliário.

Veja também:

Atualizado em