As 15 melhores universidades do mundo em 2019!


Ana Laura Cruz
Ana Laura Cruz
Mestre em Gestão e Estudos da Cultura

Todos os anos a conceituada organização Times Higher Education (THE) divulga um ranking com as melhores universidades do mundo.

Levando em consideração quesitos como o número de alunos por professor, a proporção entre estudantes e professores internacionais, a qualidade da transmissão de conhecimento e o volume de pesquisa produzido, a lista busca indicar as instituições que podem proporcionar a melhor experiência de ensino aos alunos.

15. Universidade da Califórnia, Berkeley

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 20.298

Alunos internacionais: 40%

Localizada na área da Baía de São Francisco, a equipe docente de Berkeley conta com profissionais que já ganharam ao todo 19 Prêmios Nobel, a maioria nos campos da física, química e economia.

berkeley

14. University College London (UCL)

País: Reino Unido

Quantidade de alunos: 31.696

Alunos internacionais: 51%

Fundada com o objetivo de proporcionar educação aos desfavorecidos, a UCL foi a primeira universidade inglesa a admitir estudantes mulheres nos mesmos termos que os estudantes homens. Conta com estudantes de outros 150 países e possui um campus em Doha, Qatar.

13. Universidade da Pennsylvania

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 20.443

Alunos internacionais: 20%

Uma das universidades mais antigas dos Estados Unidos. Entre os seus ex-alunos mais ilustres estão vários representantes políticos do país, entre eles o ex-presidente William Henry Harrison.

sala de aula

12. Universidade Johns Hopkins

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 16.146

Alunos internacionais: 25%

Batizada com o nome do seu primeiro benfeitor, a universidade Johns Hopkins conta com 4 campi em Baltimore, alguns campi regionais por Maryland, um centro de estudos biotecnológico no norte de Washington e centros internacionais na Itália, na China e em Singapura. Está entre as maiores referência de Medicina do mundo, sendo que o seu hospital universitário está em 4º lugar no ranking de melhores hospitais dos EUA.

11. ETH Zurich

País: Suíça

Quantidade de alunos: 18.171

Alunos internacionais: 39%

Muito orgulhosa de ter sido a universidade frequentada por Albert Einstein, ETH Zurich possui uma proposta interdisciplinar desenvolvida entre 16 departamentos que passam da arquitetura à química e física. Produz um contributo notável para a ciência global.

eth zurich

10. Universidade de Chicago

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 13.562

Alunos internacionais: 25%

A Universidade de Chicago está presente não só nos EUA como também em Pequim, Hong Kong, Deli e Paris. Entre a sua equipa docente e alunos, a universidade conta com um total de 90 Prêmios Nobel recebidos.

9. Imperial College London

País: Reino Unido

Quantidade de alunos: 16.425

Alunos internacionais: 56%

Entre as principais universidades do Reino Unido está a Imperial College London. Situada no coração de Londres, a instituição atua em quatro áreas principais: ciência, medicina, business e engenharia.

imperial college london

8. Universidade Yale

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 12.318

Alunos internacionais: 20%

Uma das universidades mais antigas dos EUA, em Yale adota-se uma forma de ensino em que os estudantes primeiro frequentam aulas de diferentes matérias de ramos como humanidades, ciências , artes e etc, para depois escolherem a sua especialização.

7. Universidade Princeton

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 7.996

Alunos internacionais: 24%

Princeton mantém-se com um número limitado de alunos, pois tem por política ser capaz de oferecer alojamento a todos eles. Foi responsável pela a educação de dois ex-presidentes dos EUA, James Madison e Woodrow Wilson, como também da ex-Primeira Dama Michelle Obama.

biblioteca

6. Universidade Harvard

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 20.595

Alunos internacionais: 26%

A mais antiga universidade fundada nos Estados Unidos. Entre os seus alunos notáveis estão 45 vencedores do Prêmio Nobel, mais de 30 governantes de Estados e 48 vencedores do Prêmio Pulitzer.

5. Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech)

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 2.255

Alunos internacionais: 29%

Das universidades de tecnologia de maior prestígio com pouquíssimas vagas, a Caltech possui um processo seletivo bastante concorrido. Focada em ciência e tecnologia, possui seis ramos acadêmicos voltados para ensino e pesquisa.

caltech

4. Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT)

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 11.231

Alunos internacionais: 34%

Reconhecido principalmente pelo ensino em tecnologia, o MIT é creditado por grandes descobertas científicas como a criação da primeira penicilina sintética e o desenvolvimento de radares. No entanto, a universidade também oferece cursos de arquitetura, humanidades, artes e ciências sociais.

3. Universidade Stanford

País: Estados Unidos

Quantidade de alunos: 15.878

Alunos internacionais: 23%

Com um dos currículos mais abrangentes, Stanford possui um respeitável departamento de esportes, do qual participaram grandes atletas dos EUA. Além disso, algumas das maiores multinacionais foram fundadas pelos seus ex-alunos como Google, Nike, Netflix, Hewlett-Packard, Sun Microsystems e Instagram.

stanford

2. Universidade de Cambridge

País: Reino Unido

Quantidade de alunos: 18.749

Alunos internacionais: 37%

Com mais de 800 anos de história, a Universidade de Cambridge é dividida em seis escolas: Artes e Humanidades, Ciências Biológicas, Medicina Clínica, Humanidades e Ciências Sociais, Ciências Físicas e Tecnologia.

1. Universidade de Oxford

País: Reino Unido

Quantidade de alunos: 20.298

Alunos internacionais: 40%

oxford

A Universidade de Oxford possui o maior sistema de bibliotecas do Reino Unido, com mais de 100 bibliotecas espalhadas pelo campus. Com 44 Escolas, a universidade se destaca principalmente no ensino de medicina e da área científica.

Gostou? Confira também as 15 melhores universidades públicas do Brasil em 2018

Ana Laura Cruz
Ana Laura Cruz
Mestre em Gestão e Estudos da Cultura, especializada em Comunicação Audiovisual desde 2009. Produz textos e eventos culturais. Viaja no mundo e na maionese, sempre que possível de carona.