Os 15 melhores países para morar se você for mulher


Em alguns países, ser mulher é mais fácil que noutros. Todos procuram os países mais ricos e desenvolvidos mas para uma mulher há outros aspetos importantes a considerar. Por exemplo, como é a assistência na gravidez? As mulheres têm as mesmas oportunidades que os homens nos estudos e no trabalho? Dá para ser mãe e ter uma carreira?

A Organização da Nações Unidas criou uma lista para analisar melhor essas perguntas, chamado o Índice de Desigualdade de Gênero. Não é uma lista perfeita mas ajuda a entender onde ser mãe é mais seguro e as mulheres têm mais representação na escola, no trabalho e na política. Felizmente, todos os melhores países também são muito desenvolvidos!

15. Espanha

Espanha

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 27º lugar

Os países do sul da Europa podem não ter a melhor fama, mas Espanha conseguiu um lugar nessa lista! Se você mora na Espanha, a probabilidade de ter uma gravidez adolescente ou morrer no parto é muito baixa. Por outro lado, na Espanha ainda há problemas com violência doméstica, machismo e discriminação no trabalho.

14. Áustria

Áustria

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 24º lugar

A vasta maioria das mulheres (e dos homens) na Áustria tem pelo menos o ensino médio completo. Também há muita segurança na gravidez. Há leis contra a discriminação no trabalho, no entanto ainda há uma diferença significativa entre quanto homens e mulheres ganham. Ser mãe é mais seguro mas ainda afeta bastante a carreira.

13. Luxemburgo

Luxemburgo

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 20º lugar

Além de ser um destino popular para emigrantes portugueses, Luxemburgo tem um bom sistema de saúde e tem criado várias políticas para promover a igualdade de gênero. Também há bastante trabalho em part-time, que é uma boa opção para quem cuida dos filhos. Ainda há dificuldades para mulheres na carreira e na política mas as coisas estão a melhorar.

12. Bélgica

Bélgica

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 22º lugar

A Bélgica é o país para quem gosta de política e quer se envolver na União Europeia. Por lei, os candidatos de um partido político têm de estar igualmente divididos entre homens e mulheres, por isso há muitas mulheres na política. Mesmo assim, não é muito fácil conseguir emprego com bom salário, especialmente para quem tem família.

11. Singapura

Singapura

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 5º lugar

Singapura é um dos países mais pequenos e mais ricos do mundo! Há mais mulheres no ensino superior que homens em Singapura, e cada vez mais estão escolhendo ciências e negócios. Nos trabalhos menos qualificados há um grande índice de igualdade salarial mas ainda é muito difícil uma mulher chegar nas posições mais altas.

10. Coreia do Sul

Coreia do Sul

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 18º lugar

Se você quer garantir que sua filha não vai engravidar na adolescência, a Coreia do Sul é o melhor país para viver. Muitas mulheres vão para a universidade e o país tem bom cuidado na gravidez. Por outro lado, a diferença salarial entre homens e mulheres é muito grande e muitas mulheres adiam ter filhos para não prejudicar a carreira.

9. Alemanha

Alemanha

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 4º lugar

Para quem consegue dominar a língua, a Alemanha é um país de muitas oportunidades. O sistema de saúde é muito bom e as mulheres têm muita participação na política. Mas ainda há espaço para melhorar, já que as alemãs têm tendência para acabar em trabalhos que pagam menos.

8. Finlândia

Finlândia

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 23º lugar

Se você não se importa com invernos rigorosos e uma língua muito estranha, a Finlândia é um país à frente de seu tempo. Foi o primeiro país a dar o direito de voto às mulheres e tem um sistema de segurança social muito abrangente. Para quem tem família, há subsídios, boa licença de maternidade e paternidade, e creches para crianças pequenas.

7. Eslovênia

Eslovênia

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 25º lugar

Pois é, a Eslovênia não é exatamente o destino de sonho de todo o mundo mas é um país desenvolvido e está fazendo um bom trabalho em promover a igualdade. Tanto a licença de maternidade quanto a de paternidade são generosas e a diferença salarial é pequena. Só falta haver mais mulheres na política e nos cargos mais altos.

6. Noruega

Noruega

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 1º lugar!

Todos os estudos indicam que a Noruega é um ótimo lugar para morar (se você gosta de frio, um custo de vida elevado e impostos altos). Há muitos apoios do estado para quem tem família - licenças de maternidade e paternidade, subsídios e creches. E, como bónus, a educação superior é gratuita!

5. Islândia

Islândia

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 9º lugar

Se você adora paisagens espetaculares, a Islândia é usada para filmar vários filmes épicos. Outra coisa que também é épica é o esforço do país pela igualdade. Na Islândia a prostituição, a pornografia, e pagar menos a uma mulher que a um homem pelo mesmo trabalho são todas coisas ilegais. Também há muitas mulheres em posições de poder.

4. Suécia

Suécia

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 14º lugar

A Escandinávia arrasa! Países desenvolvidos e com muitas oportunidades para mulheres. Na Suécia, ter um filho não significa o fim da carreira. Ambos os pais são incentivados a tirar licença e a participar na vida dos filhos. Também há bastantes mulheres na política. Na educação, os homens é que precisam tomar cuidado para não se tornarem minoria!

3. Holanda

Holanda

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 7º lugar

Com parte de seu território abaixo do nível do mar, a Holanda é um país que desafia os limites do possível. Há bastantes opções para trabalho em part-time, para quem quer ter mais tempo para a família e o sistema de saúde é considerado o melhora da Europa! Mesmo assim, se você for imigrante, você vai enfrentar mais dificuldades.

2. Dinamarca

Dinamarca

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 5º lugar

Este pequeno reino tem muitos pontos positivos: mais igualdade social, pouca corrupção e bons sistemas de educação e saúde (mas tudo pago com impostos incrivelmente altos). Ainda há algumas diferenças de salário entre homens e mulheres mas há muitas oportunidades para conciliar a carreira, os estudos e o cuidado da família.

1. Suíça

Suíça

Posição no ranking de países mais desenvolvidos: 2º lugar

Mais outro destino popular dos portugueses, a Suíça é um país muito desenvolvido. O sistema de saúde é ótimo e bem organizado (mas bastante caro), e há bastantes oportunidades de trabalho, tanto para homens quanto para mulheres. No entanto, nenhum país é perfeito. Ainda há discriminação no trabalho e o país não tem tanta ajuda para pais como os países escandinavos. Não se pode ter tudo.